Linhas de pesquisa do Laboratório de Cultura de Tecidos Vegetais da UFRPE

O laboratório de Cultura de Tecidos Vegetais da UFRPE é coordenado pelas Dras. Lilia Willadino e Terezinha Camara. Fazem parte do grupo alunos de doutorado, mestrado e graduação, os quais totalizam, em média 12 pessoas. Este grupo tem centrado seus trabalhos de pesquisa em três linhas básicas: (1) obtenção de plantas livres de doenças; (2) obtenção de plantas tolerantes a estresse abiótico como salinidade e acidez do solo; e (3) micropropagação de plantas ornamentais.

Dentre os resultados obtidos podem ser citados a limpeza clonal de abacaxi, a partir de plantas infectadas pelo fungo Fusarium subglutinans, causador da doença conhecida como fusariose ou gomose do abacaxizeiro. A fusariose é um problema que afeta a produção de abacaxi em todo o país. A partir das mudas de abacaxi livres do fungo, é possível evitar a disseminação da doença para áreas ainda não afetadas por este patógeno.

Está sendo desenvolvida também, uma pesquisa visando a limpeza clonal de helicônia, planta ornamental que vem apresentando, com frequência, infecções bacterianas.

Outro projeto de pesquisa que vem demonstrando resultados satisfatórios refere-se à obtenção de somaclones de bananeira tolerantes à salinidade. A salinidade dos solos é um problema grave em todos os perímetros irrigados do nordeste brasileiro, e acarreta uma redução significativa na produtividade das culturas. Um dos somaclones de bananeira obtido tem demonstrado tolerância à salinidade em testes realizados em laboratório e casa-de-vegetação. Estão sendo preparadas mudas para realização de testes a nível de campo.

Quanto à produção de plantas ornamentais, além de trabalhos de pesquisa com orquídeas, está sendo incubada no laboratório uma empresa administrada pelas biólogas Cláudia Ulisses e Cynthia Albuquerque formadas neste laboratório. Essa empresa, a Verde Vitro, é a primeira a ser incubada na UFRPE, sendo apoiada pelo Instituto Tecnológico de Pernambuco - ITEP, no seu programa de Incubação de Empresas de Base Tecnológica de Pernambuco – Incubatep. A Verde Vitro está iniciando o trabalho de produção, em larga escala, de mudas de plantas ornamentais e fruteiras tropicais, destacando-se entre elas antúrios e  bananeira, através de técnicas de micropropagação.